E-mail Marketing para Afiliados – Como construir a primeira lista de contatos

O e-mail marketing para afiliados é uma estratégia que ainda é muito efetiva, apesar de muitas pessoas dizerem que o e-mail marketing morreu. 

Grandes players do mercado ainda utilizam a lista de e-mails e possuem bons resultados com essa prática. 

Eu mesma, utilizo o e-mail marketing e também consigo obter resultados satisfatórios com minhas campanhas. 

e-mail-marketing-para-afiliados

Assim, mesmo que as pessoas não abram todas as mensagens e não leiam completamente a sua sequência de e-mails, isso é importante para aumentar sua autoridade perante o público. 

Além disso, o e-mail é uma maneira de chamar o público para seus outros canais como Youtube, blog, redes sociais, etc. 

Lembre-se também que dentro do marketing digital a lista de e-mails é seu ativo mais precioso, pois somente você pode gerenciar e decidir o que será feito. 

E-mail Marketing para Afiliados – 5 pontos importantes para ter sucesso 

Existem muitas maneiras de gerenciar uma lista de e-mails, abaixo passo 5 pontos importantes para ter sucesso. 

1 – Segmentação de leads 

Minha primeira sugestão para ter sucesso com lista de e-mails é fazer segmentação da lista. 

O que é isso? 

É você pegar uma lista maior e genérica e dividir o público de acordo com os assuntos que ele tem interesse. 

A melhor maneira para fazer isso é criar iscas digitais que sejam relacionadas com os diversos assuntos do seu nicho de mercado. 

Por exemplo, eu trabalho como afiliada e meu projeto é direcionado a ajudar pessoas que queiram trabalhar da mesma forma. 

Desse jeito eu crio iscas digitais com assuntos diversos como Pinterest, SEO, criação de conteúdo, e assim eu consigo saber qual público está interessado em cada assunto. 

Isso é importante porque assim eu fico sabendo qual conteúdo interessa para essas pessoas, e também quais produtos podem ser efetivos para o negócio delas. 

Segmentar a lista é a melhor maneira de conhecer mais seu público e com isso criar conteúdo que ele realmente quer receber. 

2 – Quantidade de e-mails 

Essa é uma dúvida que todo afiliado tem. Quantos e-mails enviar para a lista. 

A resposta é que não existe número exato e sim a estratégia que você definirá para cada público segmentado na sua lista. 

Se você tiver um propósito específico, pode criar uma sequência que leve as pessoas até essa meta desejada. 

Mas, quando você tem uma promoção temporária para oferecer, fazer menos e-mails pode ser mais efetivo devido ao tempo para acabar a oferta. 

3 – Analise as métricas 

A base do bom uso do e-mail marketing para afiliados é que depois de alguns e-mails disparados você precisa analisar as métricas. 

Fique de olho em: 

  • Taxa de abertura: Quantas pessoas abriram o e-mail. 
  • Taxa de cliques: Quantos cliques foram dados nos links do e-mail.
  • Taxa de conversão: Dos cliques que foram dados quantos geraram vendas (isso se o seu e-mail for para oferecer algum produto). 
  • Tipo de e-mail mais aberto: Dentro do assunto oferecido, qual e-mail teve a taxa de abertura maior. 
  • Evasão da lista: Quantas pessoas saíram depois de cada e-mail enviado. 
  • Links que não foram clicados: Veja quais foram os links menos clicados do e-mail.

Fazendo a análise correta, você saberá como melhorar seu conteúdo e ofertas para o público. 

4 – Quantidade de pessoas na lista

Se você já fez algum curso de marketing digital já deve ter ouvido a expressão: “O dinheiro está na lista”. 

Essa frase é dita ainda por vários empreendedores que conseguem fazer um bom dinheiro enviando sequências de e-mails para seu público. 

A primeira coisa a saber sobre isso é que se não houver engajamento e interação com o público, não adianta mandar e-mails porque eles não serão abertos.

Então, para fazer vendas com e-mail é necessário ter um grande número de inscritos, mas também enviar conteúdo relevante que faça as pessoas se interessarem. 

Não adianta montar uma lista apenas para oferecer produtos, isso não será efetivo e você acabará se frustrando com a lista. 

Aliás, o ponto principal em saber usar o e-mail marketing para afiliados é justamente saber balancear bem, a quantidade de conteúdo e de ofertas diretas. 

Aqui, também vale a regra 80/20 que significa oitenta por cento de conteúdo e 20 por cento de oferta. 

Lembre-se de nunca comprar uma lista de e-mails pronta, pois isso não será efetivo para seu negócio.

Essas listas vendidas prontas são apenas e-mails de pessoas que colocaram seus endereços para qualquer outra coisa e nem sabiam que receberiam e-mails depois. 

5 – Ferramenta

Já faz mais de um ano que eu uso a Leadlovers como ferramenta de e-mails marketing e é por isso que costuma indica-la para minha audiência. 

Trata-se de uma plataforma não só para disparar e-mails, mas também para segmentação e criação de vários outros tipos de páginas. 

Posso garantir que o custo X benefício vale a pena para quem já está com o negócio bem estruturado e tendo resultados recorrentes. 

Desejo que esse artigo tenha ajudado a tirar suas dúvidas sobre e-mail marketing para afiliados e que você consiga construir sua lista corretamente. 

MINHA TRAJETÓRIA NO MARKETING DIGITAL - Quais caminhos percorri, quais decisões eu tomei. Foram mais de R$100.000,00 faturados trabalhando em casa pela internet. Eu comecei do zero e você também pode!  
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!